Wando

Essa história aconteceu na época de 1986/87, num jogo da Taça de Portugal. A partida foi contra o União de Santarém, na qual jogava o Brasília, atacante que jogou comigo no Brasil e, como éramos muito amigos, resolvemos fazer uma aposta em que o Benfica ganharia a partida com três golos de diferença. Aposta feita, ficámos ansiosos pela chegada do grande jogo, que para o União de Santarém jogar no Estádio da Luz seria uma grande festa.
Como era costume, o Benfica chegou ao Estádio da Luz uma hora e meia antes do jogo e, para nossa surpresa, o União de Santarém chegou três horas antes e com a nossa presença os jogadores começaram a pedir autógrafos e a tirar fotos. Ou seja, quando começou o jogo eles já estavam cansados de tanto se divertirem no relvado.
No decorrer do jogo, um zagueiro ganhou uma bola de cabeça ao Maniche e saiu comemorando como se fosse um golo. Todos nós começámos a dar risadas! Depois houve um pontapé de canto e o Carlos Manuel e Diamantino foram bater. A ideia era fazer em dois lances. Quando um jogador do União de Santarém foi marcar o Carlos Manuel, nessa hora o Diamantino gritou dizendo que o Chalana estava na arquibancada. Foi quando o jogador foi procurar o Chalana e deixou de marcar o Carlos. O próprio fez o cruzamento e o Maniche fez o golo! Com isso ganhei a aposta e faço gozações até hoje com tudo o que ocorreu nesse jogo.


Em 1982 trocou o Vasco da Gama pelo SC Braga e, após duas épocas no Minho, rumou à Luz. Ficou quatro anos no Benfica e em Portugal representou ainda V. Setúbal, Marítimo e Calheta. Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe um comentário