Vasco Varão

Estávamos a meio da temporada 2003/04 quando saiu de treinador principal o Professor João Santos para entrar o Rui Esteves no Clube Desportivo Olivais e Moscavide. Para quem só conhecia o Rui Esteves de o ver jogar na TV (e que jogador era), e ainda no início da minha carreira, foram muitos os bons momentos que passei com ele e com os meus colegas. O Rui sempre foi chegado a nós, quando era preciso colmatar o número de jogadores para ficar em igualdade numérica até treinava connosco e a classe estava sempre lá. Foram muitas as histórias boas mas existiu uma que me marcou muito e ainda hoje na paródia a conto. Naquela altura chovia com alguma frequência e era preciso poupar a relva para no domingo estar em condições. Nessa semana já tínhamos treinado algumas vezes no ringue e o Rui pediu para treinar na relva porque precisava de ensaiar algumas coisas para domingo. Em Moscavide quem tratava da relva era um rapaz brasileiro que quando soube que íamos ali treinar ficou meio chateado. Entretanto, o Rui foi perguntar-lhe qual seria o problema de treinarmos na relva ao que ele respondeu que o que estragava a relva era o rolar da bola e as suas batidas na relva. Como devem calcular foi a risada total! Resolvida esta questão, e acedendo ao pedido do tratador de relva, fizemos um treino igual ao que iríamos fazer, mas sem bola. Tivemos direito a finalização e tudo. Só tínhamos de imaginar a bola, com o Rui, aos gritos, sempre a dizer: “não se esqueçam da bola.” Escusado será dizer que o campo ficou todo estragado para aquele domingo. Grande Rui Esteves, foi um prazer trabalhar com ele.


Internacional Sub-20, jogou na I Liga pelo V. Setúbal, em 2009/10. Aos 35 anos, o médio defende o emblema do Mafra, que ajudou a subir à II Liga, agora no Campeonato de Portugal.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Um comentário sobre “Vasco Varão

  1. O Rui, que conheci quando jogou no Louletano, era e é 5 estrelas… ainda hoje quando nos encontramos é uma pessoa impecável! Guardo muito boas recordações dele e do Jorge Mota (que era central e depois do Louletano regressou ao Estrela da Amadora).
    Rui, se leres isto… grande abraço do “lagartas” (que por acaso até é benfiquista)!

Deixe um comentário