Tozé Marreco

Sabia que ia ser pai em breve. O médico sabia da minha vida e que eu não queria faltar a nenhum jogo nem a nenhum treino, então queria encontrar um dia que não entrasse em conflito com o calendário do Tondela. Ele disse que, como estava tudo ok, não havia qualquer problema e dava para gerir. Então, na última semana de 2014, fui ter com o meu treinador ao balneário para falar sobre o nascimento do meu filho: “Mister, temos de ver aqui um dia para o meu filho nascer.” Ainda por cima calhou numa das semanas mais difíceis. O médico deu-me uns dias de abertura para escolher a data, de 7 a 22 de Fevereiro, e nestas duas semanas tínhamos quatro ou cinco jogos. E começo a olhar para o placar com o treinador Quim Machado e decidimos que seria dia 12 de Fevereiro. Tínhamos treino de manhã e tentaríamos marcar a cesariana – por indicação médica – para o mais cedo possível, penso que estava prevista para as 8 da manhã, e depois seguia para Tondela, para treinar.

Chega o dia 12, já estava a minha mulher na maca para entrar para a cesariana, com os preparativos todos feitos, e dizem-nos que tinha havido uma urgência e, como estava tudo bem com ela, que ficaria para outro dia. Eram dois médicos, explicaram-nos a situação e perguntaram-nos qual era a melhor data. Ficaram a olhar para mim e eu respondi: “Bom, não posso decidir nada, tenho de ir ligar ao treinador.” Então tinha a minha mulher e a equipa médica à espera e saí da sala para ir falar com ele. Começámos a ver as hipóteses e ele disse-me para marcar para dia 14, que era um sábado. Tínhamos jogo à tarde, arrancava assim que acabasse e a cesariana seria feita depois. Os médicos concordaram, foram fantásticos, e assim foi. Dia 14 tive o jogo com o Leixões, empatámos 0-0, por acaso não foi grande resultado, e no final arranquei para Coimbra. A cesariana só começou quando cheguei, fui a tempo de dar um beijo à minha mulher antes de entrar no bloco.

E dia 14 de Fevereiro, no dia dos namorados, nasceu o senhor Santiago Rodrigues Gouveia, com muita saúde e tudo tranquilo. Depois disse ao Quim Machado: “tem de dar uma boa prenda ao miúdo, porque foi você que decidiu o nascimento dele.” E consegui não falhar nenhum jogo e nenhum treino.


Melhor marcador da II Liga, em igualdade com Erivelto (Sp. Covilhã), contribuiu para o título do Tondela em 2014/15. Depois de Holanda, Espanha, Bulgária, Suíça e Bélgica, joga na Académica.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 comentários sobre “Tozé Marreco

Deixe um comentário