Tarantini

Nós aqui no Rio Ave temos uma piada interna. O nosso motorista é engraçado a falar, tem uma pronúncia que arrasta as palavras. Quando vim para o Rio Ave também chegaram o Bruno Novo, o Jorge Humberto, o Sílvio, o Semedo… Foi contratada assim malta mais de segunda linha, que jogava na II Liga ou na II B. Os gajos mais velhos depois mais tarde é que contaram. Chegaram à beira dele e perguntaram-lhe:
– Então, Na? O que é que achas dos reforços?
– Estes reforços? Ó, estamos fodidos, vamos descer!
Teve piada pela maneira de falar dele. E foi sincero, não havia ali nenhum nome conhecido.
Passados uns anos vivi outra engraçada. Como sabem, o Hassan, que agora está no Braga, é do Egipto. Quando o gajo estava aqui no Rio Ave alugava carros para andar aí. Houve uma altura em que ele andava com um Peugeot, não sei se era o 408. Era assim uma banheira grande, daqueles carros que vai passando de malta em malta.
Uma vez, na época em que o nosso treinador era o Pedro Martins, o Hassan chega ao estádio assim todo atrapalhado:
– Epá, vocês não sabem o que me aconteceu. Vinha no carro e aquela merda começou a acender uma luz vermelha. Pensei que era uma bomba e vim-me embora!
Por acaso aquilo não era assim numa das ruas principais de Vila do Conde, mas ele saiu do carro, deixou-o no meio da estrada, e chamou um táxi para ir para o estádio. Esta merda é verídica! Vê lá o contexto cultural disto, o gajo pensou que aquela merda era uma bomba!


Médio e capitão do Rio Ave, cumpre a décima época em Vila do Conde. Antes fez a formação no Amarante e vestiu as camisolas de Sp. Covilhã, Gondomar e Portimonense. Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 comentários sobre “Tarantini

  1. Sim o nível médio das equipas em Espanha e em geral lá joga-se “melhor futebol. Em Inglaterra é mais rudimentar. Mas dá me mais emoção ver os jogos em Inglaterra até mesmo por esses jogadores de muitos milhões e que não jogam nada. E até dou o exemplo do United com o Lukaku ou o Lingard e outros que não jogam grande coisa mas por toda a atmosfera à volta da Prem e da forma que vendem o campeonato, motiva os espectadores a ver. Em Espanha nem consigo por em palavras a revolta que me dá ver as voltinhas ao árbitro. Para dar um exemplo especifico: Ainda ontem no Barça-Atlético, o Messi dá uma paulada no Felipe Luis e manda-se para o chão a queixar-se. O árbitro vai lá para dar o amarelo e vêm logo 5 marmanjos chorar ao árbitro e a dizer que ele é cego quando foi óbvia a paulada que houve. Um gajo vê isto e fica a pensar que tipo de homens são estes com estas atitdes ridículas. Em Inglaterra um gajo dá cacete e aceita o amarelo. O que leva o cacete levanta-se logo para a jogada continuar.

Deixe um comentário