Arquivos de Tags: porto

Sofia Ribeiro

Tenho uma relação pouco comum com o futebol. Se calhar, a maioria das pessoas tem uma segunda equipa. Normalmente são de um dos três grandes e depois, por algum motivo, simpatizam com outra equipa mais pequena. No meu caso, sou do Sporting. O meu pai é sportinguista e passei a torcer pelos leões desde pequenina por ter essa referência em casa. Entretanto, como vivi muitos anos no Porto, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Cau

Estava no Campomaiorense com o Carlos Manuel e fomos jogar com o Rio Ave a Vila do Conde. Antes de irmos, uma semana antes, pedi se podia levar o meu carro. Como sou do Porto, sempre que íamos ao Norte pedia ao massagista, ao médico ou a alguém da Direcção do clube para me levar o carro. Eu ia juntamente com os meus colegas no autocarro e assim ficava com o carro para passar o Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

João Vieira Pinto

Esta situação passou-se com o falecido Jorge de Brito, presidente do Benfica, em que estive toda a noite a falar com ele e com o major Valentim Loureiro, numa altura em que estava no Boavista. Foi quando cheguei a acordo com o Benfica para ir para lá, e estive praticamente uma noite sem dormir. Eu e o major queríamos tratar da transferência e não havia maneira do presidente do Benfica puxar o Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Nicolau Breyner

Uma vez, durante os anos oitenta, andava em tournée e cheguei ao Porto. Encontrei o Humberto Coelho, que me disse: “Estou a treinar o Salgueiros. Tens de ser sócio do Salgueiros.”
Então fiquei sócio do Salgueiros e continuei a ser salgueirista durante uns anos, apesar de não ter nenhuma ligação em especial ao clube, com todo o respeito que tenho pelo Salgueiros. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Nuno Madureira

Não abundam os registos, mas o auge da minha carreira de peladeiro aconteceu em meados da década de 90. Nesse tempo, eu integrava uma lendária ala esquerda da equipa do jornal «A Bola» que, se a memória não me falha – o que é uma forte possibilidade, admito – permaneceu invicta durante 29 partidas consecutivas. Tantas como a mágica Hungria de 1954, mas com um futebol muito mais Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Fernando Mendes

Quando estava no Benfica, ainda com o Eriksson como treinador, fomos até ao Canadá numa digressão de final de época. Ficámos lá uns 15 dias e tínhamos jogos agendados com o AC Milan, Marítimo, mais umas equipas. Nestas digressões, depois dos jogos podíamos sair à noite e fazer o que quiséssemos. Como não contava para o Totobola, tínhamos muita liberdade. Não a 100%, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

Miguel Sousa Tavares

O meu filho mais novo fez agora seis anos: está a entrar na idade em que deve começar a ser introduzido a alguns dos horríveis rituais machistas lusitanos. O futebol, por exemplo.
Um dia destes, pego nele pela calada e aí vamos nós para Santa Apolónia, apanhar o Inter-Cidades para o Porto, a caminho do Santuário das Antas, do ronco do Dragão e do perfume do Jardel – nome Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

5 Comments

Filed under Bancada

Pedro Abrunhosa

Creio que toda a gente que me conhece sabe que não sou um grande, nem grande nem pequeno, especialista em futebol. Sou tudo menos um treinador de bancada, não percebo nada de futebol. Nunca dei grande importância ao futebol, mas quando era miúdo jogava até razoavelmente bem. O meu pai esteve ligado à Académica de Coimbra, porque estudava lá, e tenho um certo afecto pela Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Pedro Vieira

Esta história passa-se na altura do Mundial de juniores de 1991, que foi mais ou menos por esta altura do ano, se não me engano. Tinha 15 anos e suponho que a escola já tivessse acabado ou que estivesse perto do fim, porque estava numa manhã folgada com malta do meu bairro. Ouvíamos muito a rádio Cidade, creio que nessa altura já não era pirata, era também uma fonte de música, e de repente Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Jimmy P

A história que quero partilhar é de 1991 ou 1992, na altura em que jogava nas escolinhas do Boavista, com oito, nove anos. Fomos convidados para fazer um torneio internacional, em Cannes, e tínhamos uma equipa fortíssima. Alguns dos meus colegas de equipa hoje são jogadores de futebol profissional, como é o caso do Raul Meireles, por exemplo. Fizemos uma óptima campanha nesse torneio, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Francisco Mendes

Tenho muitas histórias à volta do Benfica e do futebol. Lembro-me sempre de uma ida ao Porto aquando da nossa vitória por 2-0, com golos do Nuno Gomes. Fomos daqui de Santa Apolónia de comboio e foi uma viagem completamente alucinante com a claque, fui com os Diabos Vermelhos. Também participei no disco de comemoração dos 20 anos da claque, cantei um tema para eles. Eram Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Bancada

Rui Gomes da Silva

PORTO–BENFICA (0-0), 27 DE MARÇO DE 1983. Nasci – como é público, nesta fase de mediatização aguda da minha existência – no Porto, de onde, depois de sete anos no Liceu de Alexandre Herculano, parti, aos dezoito anos, para Lisboa, para frequentar a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Desde então, o que era conseguido com programas de fins-de-semana ou de períodos de Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Bancada

Inês Meneses

Foi há muitos anos, mais de 30. Estávamos na Boavista, naquela avenida que nunca mais acaba. O meu tio passeava-nos na rotunda a pé e fomos andando – nem eu me lembro que dia especial seria aquele para eu estar no Porto e ter deixado a aldeia. Nesse dia, o meu tio levou-nos a visitar a campa de Pavão no cemitério de Agramonte. O meu tio boavisteiro, aquele que deixou de visitar um dos filhos Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Bancada