Arquivos de Tags: manuelfernandes

Pedro Boucherie Mendes

Gosto de futebol limpo, sem casos, bem jogado. Detesto a ideia de ganhar no último minuto com um golo com a mão. Não sou nem santo nem a melhor pessoa do mundo, mas tenho um problema com fanatismo e intolerância (que não é mesma coisa que fanatismo como estratégia de persuasão) e com a violação das regras aceites pelas duas partes. No nosso país não gostamos de futebol, mas sim que Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Bancada

Miguel Costa

O meu sentimento pelo Sporting Clube de Portugal é forte. É muito forte mesmo. E é fácil de resumir numa palavra: Amor. Desde os meus seis/sete anos que vejo jogos do Sporting ao vivo, em Alvalade. Não há maior emoção desportiva do que vermos o clube que amamos a jogar. Já vi o Sporting ganhar, empatar, perder, mas o meu amor é incondicional. Muitos jogadores, dirigentes, funcionários passaram Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

44 Comments

Filed under Bancada

Rui Malheiro

O Mundial de 1982 não é a minha primeira memória relacionada com o futebol. Aprendi a ler e a escrever precocemente, e poucos dias depois de completar 5 anos, no início do outono de 1981, entrei para a escola primária.
Tenho memórias dispersas da temporada 1981/82, dominada internamente pelo Sporting de Big Mal, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Bancada

João Carlos Cunha

Um dos dias de bola que mais me marcou foi o dia 14 de Dezembro de 1986. Era perto do Natal, mas já na altura o país quase parava para assistir ao maior dérbi do futebol português. O Sporting recebia o Benfica, num estádio com quase 75 mil pessoas e com uma mancha vermelha que pontuava o verde e branco das camisolas, bandeiras, fumos e cachecóis dos sportinguistas. Estava lindo, o antigo Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Bancada

Manuel Fernandes

Num jogo na Madeira, com o Marítimo, Noémio, jogador dos madeirenses, teve uma entrada violenta sobre o Ademar. Como capitão, fui pedir satisfações ao jogador, dizendo-lhe que devia fazer isso era em Alvalade, o qual me respondeu ainda com mais agressividade, afirmando: “dou-te aqui, dou-te em Alvalade e se for preciso vou a tua casa e dou-te mais!”. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado