Arquivos de Tags: fcporto

Sofia Ribeiro

Tenho uma relação pouco comum com o futebol. Se calhar, a maioria das pessoas tem uma segunda equipa. Normalmente são de um dos três grandes e depois, por algum motivo, simpatizam com outra equipa mais pequena. No meu caso, sou do Sporting. O meu pai é sportinguista e passei a torcer pelos leões desde pequenina por ter essa referência em casa. Entretanto, como vivi muitos anos no Porto, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Maciel

Quando cheguei ao FC Porto, muitos jogadores tomavam cafeína para ficarem mais alerta no jogo e tal, essas coisas. É normal, todo o mundo toma. Fui tomar uma cafeína, meu irmão, e travou a minha barriga, a bexiga. O jogo era até nas Antas. Aí, com o jogo rolando, fui lá no banco fingindo que estava machucado. E aí o Mourinho: Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Júlio Machado Vaz

Meu Pai era portista e sócio. Jogara nos infantis e era detentor de um pé esquerdo temível, mas os centímetros tinham-lhe virado as costas e o treinador decretara-o incapaz de suportar os choques (quem sabe se não perdemos um precursor do Chalana vestido de azul e branco?). Entalado por sogra, mulher e filho vermelhos – com que prazer utilizo palavra então suspeita… – aceitava o seu estatuto Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Nelson Nunes

Nunca fui lá muito convencional no gosto pelo futebol. As memórias aparecem-me à frente como se fossem fragmentos de um álbum de fotografias rasgado em pedaços. Devo ter despertado para a arte de dar pontapés certeiros numa bola aí pelos meus seis ou sete anos, com as partidas a que o meu padrasto assistia com afinco. Via-o sempre torcer pelos clubes mais fracos – menos quando jogava o Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Bancada

Diogo Valente

No ano em que fui do Boavista para o FC Porto, em 2006/07, encontrei grandes jogadores. Alguns já conhecia da Selecção, como o Raul Meireles, o Bosingwa e o Quaresma, e tive grandes nomes como colegas. Fui muito bem recebido por todos, pelos capitães, na altura o Vítor Baía, o Pedro Emanuel, o Lucho também já era capitão, e, como é natural, durante os treinos e os estágios vamos criando uma Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

Allen Halloween

Uma vez fui ver a bola. Era o jogo do título. Passado 18 ou 19 anos, não sei bem, o Sporting podia finalmente voltar a ser campeão nacional. O Sporting jogava fora contra… também não me lembro e não me apetece ir agora ao Google ou ligar a algum maluco, daqueles que decoram tudo sobre o futebol mas nem sabem quando é que os filhos fazem anos. Mas tá-se bem, também não interessa. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Bancada

Anselmo

Quando fui para o Estrela da Amadora, na primeira jornada calhou-nos o FC Porto fora. Foi especial fazer a minha estreia logo naquele ambiente. Na época seguinte marquei no Estádio do Dragão e ganhámos 1-0. Foi também o meu primeiro golo a um clube grande. Entrei a uns 20 minutos do fim e antes de fazer o golo até falhei uma oportunidade soberana. Lembro-me que na jogada a seguir o FC Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

Slimmy

A minha história relacionada com futebol começa muito cedo, vem do divórcio dos meus pais quando tinha cinco anos. Somos três irmãos, três pilas, o nosso programa de fim-de-semana era irmos às Antas. Mesmo com os meus pais divorciados, almoçávamos juntos, isto na altura em que os jogos começavam às 15h00, depois a minha mãe ia com os meus irmãos para a bancada, eu ia para os Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Bancada

Ricardo Costa

Houve momentos no meu último ano no Valência em que foi muito difícil. No primeiro jogo na Liga Europa, com o Swansea em casa, o Rami foi expulso aos dez minutos e, de um momento para o outro, 1-0, 2-0, 3-0, os adeptos sempre a assobiar e já pensava “quando isto acabar vai haver uma confusão dos diabos.” Mal acabou o jogo, que perdemos 3-0, levámos com very-lights dentro do balneário, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Vasco Correia

Serve este Relato para pedir desculpas públicas por um fenómeno que se tornou viral e que receio bem ter sido eu a iniciá-lo. Estou a falar de ouvir o relato de um jogo através da rádio, enquanto vemos jogos de futebol na esplanada, o que nos coloca num futuro de cerca de 45 segundos a um minuto à frente de toda a gente à nossa volta. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Bancada

Joana Marques

Lisboa, meados de 1992 ou coisa que o valha (não dava para jornalista, sou péssima para informações exactas): no recreio do colégio falava-se de futebol, e os meus amigos perguntavam-me de que clube era. “Porto!”, atirei eu, prontamente. “Porto!?!?” ergueram-se as vozes (dentro do que é possível erguer quando estamos na pré-primária). Perante os olhares acusatórios, saquei do meu melhor bluff e disse, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

8 Comments

Filed under Bancada

José Nunes

Último jogo da temporada 93/94. Finalíssima da Taça de Portugal, entre Sporting e Porto. Sporting e Porto que tinham empatado 0-0, dias antes, obrigando a que a final, que, na altura, não se decidia em penaltis, tivesse de ser repetida.
Porto, comandado por Bobby Robson, treinador despedido pelo Sporting (nunca o tinha sido, até então, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

José Guilherme Aguiar

Como dirigente do FC Porto durante cerca de 15 anos, tive naturalmente momentos marcantes e inesquecíveis. Nenhum, porém, como a final da Taça dos Campeões Europeus da época 1986/1987, que o Porto foi jogar a Viena, no Estádio do Prater, em 27 de Maio de 1987, onde perante 62 mil espectadores o FC Porto bateu o poderosíssimo (já o era) Bayern de Munique, conquistando o primeiro Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

4 Comments

Filed under Bancada

Jorge Couto

Quando jogava no FC Porto marquei um golo ao Sporting em Alvalade. Foi em 1990, por aí. Foi um golo bonito, de belo efeito, um chapéu praticamente do meio-campo.
Durante os festejos caí no chão e os meus colegas vieram abraçar-me. Veio o primeiro, veio o segundo, deitaram-se por cima de mim, veio o terceiro e quando o André chegou já não havia espaço Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Relvado

Miguel Henriques

Entre 2012 e 2013 percorri o Brasil à procura das histórias dos jogadores brasileiros que marcaram a história do futebol português num projecto a que chamei “Oceano de Histórias”.
Numa das minhas viagens fui até à Bahia e pus na cabeça que havia de visitar Valença, a terra de Liedson. Nessa altura ele estava em Portugal a dar os últimos passos na carreira ao serviço do FC Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Bancada

Futre

Estava com 18 ou 19 anos e, na altura, o Futebol Clube do Porto tinha de fazer uma digressão a Paris, íamos jogar futebol indoor. Aquilo eram dois ou três jogos e tinha de ir eu e o Gomes, porque o cachet era maior se fossemos.
Na véspera da ida jogámos com o Salgueiros, lá no Salgueiral. Muita porrada, deram-me cabo dos Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

George Jardel

Fiz a minha formação no Vasco da Gama, desde os infantis até aos seniores, e quando cheguei a Portugal senti o impacto de ser irmão do Jardel. Ele já tinha um nome muito forte e comecei a ouvir aquelas coisas: “se calhar joga porque é irmão do Jardel.” Mas quem me conhecia sabia como é que eu era, o meu valor. O Ronaldinho quando começou tinha o mesmo com o Assis, depois com o tempo Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Relvado

Pedro Abrunhosa

Creio que toda a gente que me conhece sabe que não sou um grande, nem grande nem pequeno, especialista em futebol. Sou tudo menos um treinador de bancada, não percebo nada de futebol. Nunca dei grande importância ao futebol, mas quando era miúdo jogava até razoavelmente bem. O meu pai esteve ligado à Académica de Coimbra, porque estudava lá, e tenho um certo afecto pela Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

Luís Mateus

Adoro estádios vazios. Os velhos, não os de agora, todos xpto. Demasiado bonitinhos. Arrumadinhos. Pintadinhos. Onde não falta uma cadeira. Parecem nunca ter perdido o cheiro e o Pintado de Fresco que o acompanha. Gosto mais dos velhos. Do betão enrugado, cru, ou comido por cores esbatidas, que perderam a consciência das próprias fronteiras e se misturam diabólicas para quem, como eu, já Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Bancada

José Viterbo

Tive uma situação muito engraçada quando treinava os infantis da Académica. O Zé Castro fazia parte dessa equipa, tínhamos um grupo muito bom, muito forte. Nesse ano praticamente só perdemos com o FC Porto, era uma equipa fortíssima.
No intervalo de um jogo, que não nos estava a correr muito bem, perguntei aos miúdos o que é que se Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado