Rui Sinel de Cordes

Todos temos uma estória com Eusébio. A minha aconteceu há uns 10 anos. Estava num bar de strip em Benfica e a caminho do WC reparo numa mesa cheia de homens engravatados, raparigas semi-despidas e copos de whisky. No meio disto, estava Eusébio. Pensei que se contasse isto no dia seguinte no trabalho, ninguém iria acreditar. Então, aproximei-me, e pedi-lhe um autógrafo. “Peço desculpa por interromper, já vi que está em boa companhia”, atirei.

Eusébio tirou do bolso um postal com uma foto sua dos anos 60, daqueles que já vêm com a assinatura e ao oferecer-mo, respondeu: “As mulheres adoram o Pantera.” E os homens também adoravam, acrescento eu.


Preto no Branco, Gente da Minha Terra e Gente da Minha Terra: Europa fizeram com que o humor negro tivesse uma cara em Portugal, a sua. Voltou à SIC Radical, com Very Typical.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe um comentário