Ricardo Lopes

O “nosso grupo” no Estrela da Amadora era inigualável em todos os sentidos, havia sempre palhaçada em todos os momentos. O Bobó na altura tinha um carro pequenino, salvo erro um Fiat, e eu e o Pedro Barny tínhamos combinado esconder-lhe o carro. Acabou o treino e já tínhamos combinado ir buscar as chaves ao bolso das calças do Bobó. E assim foi feito. Tirámos as chaves e antes do banho fomos esconder o carro. Como éramos sempre os últimos a sair, acompanhámos o Bobó até ao parque de estacionamento. Ele quando viu que o carro tinha desaparecido entrou em pânico. Eu, o Pedro e o Caetano só nos ríamos com o desespero dele. Quando ele percebeu que nós os três estávamos metidos no desaparecimento do automóvel só nos queria matar…
Outra situação foi com nosso colega Vitinha, também ele do Norte. Tínhamos ido ao supermercado Continente e o Vitinha teve a infeliz ideia de querer ir dentro do carrinho das compras, com o supermercado completamente cheio. Então ia o Vitinha dentro do carrinho, quando chegámos a meio do corredor empurrámos o carro com ele lá dentro e fizemos de conta que nem o conhecíamos! Lá ia ele com as pernas no ar em desespero por não conseguir sair e toda a gente a rir.


Formado no Boavista, fez parte da equipa do Estrela da Amadora que conquistou a Taça de Portugal em 1989/90. Jogou ainda no Leixões, Penafiel, V. Guimarães e Desp. Chaves.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Um comentário sobre “Ricardo Lopes

  1. Saudades do Estrela da Amadora… Grande grupo, q conquistou a Taça de Portugal com o chapéu do Ricardo…

Deixe um comentário