Odair

No ano em que fiz dez golos pelo Braga no campeonato, quando fomos jogar contra o Benfica, na Luz, estávamos a perder 1-0 e o Artur Jorge filho, que hoje joga no Braga, na altura era miúdo, devia ter uns cinco anos, entrou na sala e perguntou o resultado à mãe, a mulher do Artur Jorge, meu colega de equipa. A mãe respondeu que o Braga estava a perder 1-0 e ele disse: “não há problema, daqui a pouco o Odair faz o golo.”
Achei muito engraçado quando depois o Artur Jorge me contou esta história. A expectativa do pessoal naquela altura era sempre de que o Odair ia resolver os jogos. Hoje para mim é um orgulho ver o Artur Jorge júnior a jogar no Braga, seguindo os passos do pai. Era um garoto que estava sempre lá nos treinos com a gente e é gratificante saber que tinha esta expectativa nele. Espero que eu tenha sido um exemplo, já que ele tem o exemplo maior dentro de casa, o seu pai, mas que eu possa também ter sido um exemplo e uma inspiração para ele.


Chegou ao SC Braga em 1998 e contribuiu para o crescimento do clube, com quatro épocas e meia de excelente nível. Representou ainda Belenenses e Penafiel no futebol português.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe um comentário