Lucas Klysman

O meu pai escolheu este nome para mim porque nasci em 1990, em junho, na altura do Mundial. Nesse ano o Brasil não chegou à final e a Alemanha tinha uma grande selecção, com o Lothar Matthäus e o Klinsmann, e ele admirava muito esse avançado.
Para ser sincero, se vi um videozinho e um golo dele foi muito! Lembro-me dele como seleccionador dos Estados Unidos, mas nunca o pesquisei como jogador. Mas já ouvi dizer que não tem o meu estilo de jogo, que era um jogador com outras características. Sei que foi um grande jogador e até há uns anos era o jogador com mais golos numa edição da Liga Europa, da Taça UEFA ainda. O Falcao bateu o recorde dele no ano em que o FC Porto ganhou a Liga Europa ao Sporting de Braga.
Quando nasci não havia Internet como temos hoje. Se houvesse, se calhar tinha pesquisado mais quando era criança. Assim nunca tive esse interesse em ir ver.
A final foi entre a Alemanha e a Argentina. Ainda para mais era contra a Argentina e o pai não ia torcer por eles, não é?


Natural do Brasil, chegou a Portugal em 2001 e fez toda a formação no Vitória de Guimarães, pelo qual se estreou na Primeira Liga. Continua a marcar golos, agora em Vildemoinhos. Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe um comentário