Arquivo da categoria: Relvado

Filipe Gonçalves

Decorria a época 2003/2004 e era o meu primeiro ano de sénior no S.C. Espinho, ainda que no ano anterior já fizesse parte do plantel com idade júnior. O treinador era Francisco Barão (actual treinador adjunto do Sporting B), treinador muito exigente e rigoroso. Na altura não jogava muito assiduamente, embora fosse visto como a grande promessa do clube, e era muito acarinhado por toda a gente no Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

António Caetano

A primeira história que vou contar remonta aos meus tempos no Belenenses, no final da década de 90. Tínhamos uma equipa com elementos muito divertidos. Estou a lembrar-me do Rui Esteves, Calila, Lito Vidigal, Barny, malta que se relacionava muito bem e que entrava sempre nas brincadeiras.
No início da época fazíamos questão de fazer o baptismo aos jogadores que chegavam ao clube. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

Marcelo

Tenho uma história, que na altura não achei graça nenhuma, um pouco caricata. Em 1992, tinha feito uma época muito boa no Feirense, emprestado pela Académica. O treinador era o Henrique Nunes, tinha lá o Pedro Martins, o Rifa, o Pedro Miguel, que agora também é treinador… Tínhamos uma boa equipa, uma equipa jovem, fizemos uma boa temporada e fui um dos melhores marcadores da II Liga. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Gerso

Este ano tivemos um treino do Belém no Estádio Nacional e houve uma situação com o sérvio, o Andric, que teve piada. Tínhamos acabado um exercício e íamos passar para treino das três equipas, que a malta adora. São dois minutos, sete contra sete, se alguma equipa estiver a perder sai e, em caso de empate, a equipa que está há mais tempo é a que sai. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Sérgio Duarte

No Farense, tínhamos ali um grupo de brasileiros e dávamo-nos muito bem com os portugueses, havia um grupo muito bom. Sempre gostei de tocar alguns instrumentos, de cantar e o pessoal gostava muito disso. Houve uma época, na altura do Carnaval, em que tivemos uma folga e, em conjunto com os jogadores portugueses, combinámos um jogo. Marcámos esse jogo para o ginásio do Farense. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Relvado

Cau

Estava no Campomaiorense com o Carlos Manuel e fomos jogar com o Rio Ave a Vila do Conde. Antes de irmos, uma semana antes, pedi se podia levar o meu carro. Como sou do Porto, sempre que íamos ao Norte pedia ao massagista, ao médico ou a alguém da Direcção do clube para me levar o carro. Eu ia juntamente com os meus colegas no autocarro e assim ficava com o carro para passar o Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Gil

Esta história é sobre o troféu que o Rui Costa tem na galeria e que metade é meu! Fomos a um torneio em Espanha com o Benfica, que ganhámos, e na atribuição dos troféus acabámos empatados com o mesmo número de golos, então a organização decidiu chamar-nos e entregou apenas um troféu. Eu e o Rui Costa olhámos um para o outro e decidimos descer as escadas do estádio e oferecer o troféu ao Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Guilherme Farinha

Em 1992, era seleccionador dos Sub-17 da Guiné-Bissau. Com essa selecção, ainda como Sub-16, fomos a Portugal para os primeiros Jogos dos Países de Língua Portuguesa e ganhámos à selecção portuguesa na final, no Estádio do Jamor, por 1-0, ao Carlos Queiroz, Nelo Vingada, Costa, etc., todo o staff dessa selecção que tinha sido campeã europeia. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Edinho

Recordo um episódio com o Ivkovic num Vitória de Guimarães-Belenenses, no D. Afonso Henriques. O nosso treinador era o Jaime Pacheco e no Belenenses também jogava o Paulo Madeira, que tinha ido do Benfica para lá. O Ivkovic estava chateado porque achava que o árbitro estava “roubando” para a gente. Quando fomos para intervalo o Ivkovic veio ter comigo e disse-me: Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

Nandinho

No Vitória de Guimarães, numa altura em que estávamos a lutar para não descer de divisão, o presidente e o treinador resolveram contratar o famoso bruxo Alexandrino. De vez em quando reuniamo-nos para ele dar lá as palestras dele e houve um dia em que juntou todos os convocados para esse jogo à volta de uma mesa, com a sala à média luz, tudo em silêncio e ele começa a passar Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Relvado

Xavier

Quando jogava no Feirense as coisas não me estavam a correr bem e em Janeiro surgiu a hipótese de ir para o Leixões. E acabei por ir, porque queria ter mais oportunidades para jogar. Na altura o Leixões não estava muito bem, estava em zona de descida, e logo na primeira semana, no último treino antes do jogo, estávamos a treinar bolas paradas e de repente vejo 30 ou 40 adeptos a descer as bancadas Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Ricardo Nascimento

Quando estava na Coreia do Sul fui inaugurar uma loja da Adidas, que era o principal patrocinador da nossa equipa, com uns sete ou oito colegas. Fomos para uma rua que, como lá acontece em todo o lado, era muito povoada. Tinha muita gente, mas muita gente mesmo, era uma coisa impressionante. O autocarro estacionou um pouco afastado da loja, nós saímos e quando dou por mim estava no meio Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

4 Comments

Filed under Relvado

Anselmo

Quando fui para o Estrela da Amadora, na primeira jornada calhou-nos o FC Porto fora. Foi especial fazer a minha estreia logo naquele ambiente. Na época seguinte marquei no Estádio do Dragão e ganhámos 1-0. Foi também o meu primeiro golo a um clube grande. Entrei a uns 20 minutos do fim e antes de fazer o golo até falhei uma oportunidade soberana. Lembro-me que na jogada a seguir o FC Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

2 Comments

Filed under Relvado

João Tomás

Nos meus tempos no Benfica ficava sempre no quarto com o Bossio e havia uma pessoa que ia aos quartos ver se estava tudo bem. E antigamente quando tiravas o cartão, aquela chave plástica, a luz apagava-se logo. Era a televisão e as luzes, desligava-se tudo. Agora nem sempre é assim, já estive em hotéis em que às vezes demora para aí um minuto. Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Ricardo Costa

Houve momentos no meu último ano no Valência em que foi muito difícil. No primeiro jogo na Liga Europa, com o Swansea em casa, o Rami foi expulso aos dez minutos e, de um momento para o outro, 1-0, 2-0, 3-0, os adeptos sempre a assobiar e já pensava “quando isto acabar vai haver uma confusão dos diabos.” Mal acabou o jogo, que perdemos 3-0, levámos com very-lights dentro do balneário, Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Veloso

No Benfica tínhamos um jogador com a mania que era o Michael Jackson. Esse jogador era o Neno e todos os dias, antes do treino, nós tínhamos sempre um show dado por ele. Já tinha a cor do Michael Jackson, um bocadinho mais escuro, o cabelo também, e então como ele usava sempre umas calças justas pretas para treino, enfiava depois por cima umas cuecas brancas, punha uma fita à volta da Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

José Rachão

Há duas histórias que se passaram comigo no Académico de Viseu, uma como jogador e outra como treinador, que acho que são bastante giras. A primeira como jogador. Estávamos a disputar o campeonato, na altura na I Divisão, e substituíram o treinador. Veio um argentino, até recomendado pelo Di Stéfano, chamado Gustavo Silva. Uma das coisas que ele fez logo foi colocar os jogadores a Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

3 Comments

Filed under Relvado

Mário Jardel

Champions League, 2000/2001. Perdíamos 2-0 na primeira mão dos quartos-de-final, jogava pelo Galatasaray contra o poderoso Real Madrid. Na palestra do intervalo, com a derrota, o treinador Lucescu comunicou que ia substituir-me. Hagi, o capitão de equipa, prontamente saltou e disse: “Jardel não sai!! Sai qualquer um, menos o Mário!” Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado

Shéu

Quando tinha 18 anos fui convocado pela primeira vez para acompanhar a equipa principal do Benfica. Partíamos numa segunda-feira e nesse mesmo dia tinha a inspecção militar. Perante uma situação destas, o que é que uma pessoa faz? Tinha a inspecção militar, que era uma coisa importante, e estava convocado, que era ainda mais importante. Eu próprio decidi faltar à inspecção militar e fui com Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

1 Comment

Filed under Relvado

Tony

Macacadas há muitas, mas histórias de futebol mesmo tenho uma que me marcou muito no Paços de Ferreira. Recebemos o Estoril, estávamos empatados 1-1, o jogo parou por causa do nevoeiro quando faltavam oito minutos e jogámos esse período no dia a seguir. Em oito minutos ninguém pensa em mudar nada. O treinador era o Paulo Fonseca e nesse dia fomos fazer o aquecimento no campo de Continue reading

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Leave a Comment

Filed under Relvado