Carlos Daniel

Esta história ocorre no antigo Estádio das Antas, nos anos 90, num jogo do FC Porto contra uma equipa que eu não tenho a certeza, admito que seja o Vitória de Setúbal. É a memória que tenho, mas sem ter a certeza.
Estou a fazer o relato para a TSF e o repórter de pista, como nós chamamos ao repórter volante, era o Teófilo Fernando, que está na Antena 1. E na instalação sonora do Estádio das Antas toca aquela música do Iran Costa, o Bicho. Isto foi no tempo em que as equipas não entravam em simultâneo, entrava uma de cada vez, e eu digo: “é o delírio no Estádio das Antas! São bandeiras, são cachecóis e entra a equipa do Porto, Teófilo.” E o Teófilo responde da pista: “Entra o Porto e toca o Bicho.” Faz-se um silêncio absoluto na antena, ninguém disse mais nada, nem ele, nem eu, nem o comentador, ninguém conseguia falar.
Ao fim de alguns largos vinte segundos, que em rádio são mesmo muito longos, é a pessoa que está a coordenar a emissão a partir de Lisboa que acaba por pegar para nos dar tempo para ficarmos ali a rir com o disparate que tinha ido para o ar, do qual ainda nos rimos hoje sempre que nos lembramos disto.


Jornalista da RTP desde 1991, passou também pela SIC e tem uma estreita ligação ao futebol como relatador da TSF (1993-1997) e comentador de vários programas sobre o tema.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Deixe um comentário