Alfredo Brito

Dia 7 de Julho de 2006. Como locutor fui chamado para fazer um trabalho pelas 10h30 da manhã. Não sabia o que era. Quando me disseram que se tratava do lançamento do Kit Sócio do nosso Sport Lisboa e Benfica fiquei bastante satisfeito. Esclareço que já fiz filmes tocantes para a AMI, para a Associação Nossa Casa, etc., mas este foi o mais difícil. Ao ver o filme, a voz embargou-se e no exacto momento de falar não conseguia. Ao fim de muitas tentativas e de algumas pausas para tentar limpar a cabeça lá se fez o trabalho mas ainda hoje ouço e noto que não ficou como deveria. Parafraseando o Rui Costa: “foi a pior locução da minha vida.”

Nunca tive oportunidade de contar ao Rui esta história e como foi difícil. Estava no estádio no dia da sua chegada e no dia da sua partida. Tenho uma enorme admiração pelo atleta até porque, numa visita a Florença, tive encontro com a grandeza e imagem que deixou naquela cidade nas conversas que fui tendo com os florentinos.

Hoje estou na terceira época como voz da BTV, esse projecto único no mundo, mas este pequeno episódio nunca o vou esquecer.


Actor e locutor, pudemos vê-lo recentemente no fascinante papel de Raul Falcão, personagem da telenovela A Única Mulher, exibida na TVI.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail

Um comentário sobre “Alfredo Brito

  1. Não conhecia Alfredo Brito, peço desculpa, a cara não me era estranha, nem a voz, mas depois de o ver em Raul Falcão tornei-me sua fã…é o que a televisão faz! Parabens